Revestimentos: o que são e como escolher

5 Outubro 2021

O revestimento das superfícies exteriores e interiores (paredes, pavimentos, tetos e coberturas, etc.) é outra das importantes etapas para garantir que a sua casa se mantém em boas condições ao longo dos tempos, mesmo contando com o desgaste natural e inevitável. Decisões infelizes ou falhas nesta etapa podem causar danos de difícil reparação e custos elevados em constantes manutenções.

O que é o revestimento e para que serve?

Na construção civil designa-se por revestimento a camada que protege ou melhora uma superfície, seja esta uma parede interior ou exterior, um piso, um teto ou um telhado (cobertura), e inclui um leque de técnicas e produtos como a impermeabilização, o reboco, o estuque, a pintura e a aplicação de telhas, entre outros.

Os revestimentos servem para tornar as paredes, pisos ou coberturas resistentes ao impacto mecânico, ao impacto climático/térmico e acústico, e ao impacto do uso quotidiano. O objetivo é garantir a segurança das estruturas ao manter as características da casa em boas condições. Prolonga-se, então, o inevitável desgaste e evita-se custos em reparações de estragos ou de graves problemas a nível das redes e estruturas da edificação.

Que tipos de revestimento há e como escolher?

A primeira regra que deve ter em atenção no que diz respeito aos revestimentos, sejam de interior como de exterior, é que estes têm de ser compatíveis com o tipo e função de superfície onde serão aplicados: por exemplo, as paredes de casas de banho e as dos quartos cumprem funções diferentes e, portanto, têm exigências diferentes.

Tal como o tipo de material das superfícies exteriores e interiores é escolhido de acordo com o tipo de função que estas têm, assim também se faz a escolha do tipo de revestimentos a aplicar.

Nas superfícies exteriores, as principais funções são a estanqueidade, a impermeabilização, o isolamento térmico e acústico, e o conforto tátil e visual, existindo um leque de revestimentos correspondente:

  • placas de pedra natural ou de outros materiais, tijolo, ligante sintético armado;
  • reboco, capoto, ETICS, ETFE; esmaltes e vernizes;
  • telhas, ladrilhos;
  • tinta.

Já as superfícies interiores cumprem as funções de regularização, de resistência, de manutenção das condições de higiene, e de conforto tátil e visual, e o tipo de revestimento inclui:

  • estuques e grafiato; placas de gesso laminado (PGL),
  • esmaltes, vernizes;
  • azulejos, mosaicos, madeira, cortiça, cerâmica, pedras naturais e sintéticas;
  • tintas, papel.

Cabe aos arquitetos e engenheiros responsáveis pelo projeto e obra fazer as opções adequadas, embora haja aspetos que a equipa técnica decida consigo, nomeadamente o revestimento de interiores e, em particular, o tipo de acabamentos de paredes, pisos e rodapés, tetos e frisos, entre outros.

Todavia, não deixe de acompanhar todos os momentos do projeto, incluindo a obra, nem de manter o diálogo aberto com todos os intervenientes. Não prescinda de recorrer as ferramentas que criámos especialmente para si – o nosso simulador online e o Gabinete técnico à distância de um clique ou telefonema.

 

Imagens © direitos reservados

Publicações Recentes

Governo aprova novas medidas para a habitação
Governo aprova novas medidas para a habitação
29 Maio 2024

Na passada quinta-feira, dia 23 de maio, o Governo aprovou várias medidas relacionadas com a habitação, maioritariamente destinadas aos jovens. Veja aqui o que muda.

Algumas das medidas aprovadas foram a reforma do IRS Jovem, a isenção do IMT (Imposto Municipal sobre a Transmissão Onerosa de Imóveis) e do Imposto do Selo na compra da primeira habitação, para jovens até aos 35 anos, a garantia pública para a compra de casa e uma mudança estrutural no programa de apoio ao arrendamento Porta 65.

Isenção de IMT e Imposto do Selo

O que significa direito de preferência?
O que significa direito de preferência?
17 Abril 2024

O direito de preferência é um instrumento importante para garantir o acesso à habitação, salvaguardar a compropriedade, as servidões, o potencial interesse do inquilino, os proprietários dos terrenos confinantes, o direito de superfície e os direitos inerentes a heranças ou a dívidas

Erros comuns a evitar na entrega da declaração de IRS
Erros comuns a evitar na entrega da declaração de IRS
17 Abril 2024

O prazo para entregar a declaração de IRS estende-se até 30 de junho, mas preenchê-la corretamente não é tão fácil como parece.

Aliás, à medida que se preenche a declaração, costumam surgir dúvidas e o contribuinte acaba, quase sempre, por cometer erros com impacto no valor do reembolso ou a liquidar.

CRÉDITO HABITAÇÃO – como escolher uma boa proposta?
CRÉDITO HABITAÇÃO – como escolher uma boa proposta?
14 Março 2024

TER casa própria é um objetivo comum a muitas pessoas e o grande desafio recai sobre encontrar uma boa solução de crédito à habitação, sobretudo, desde que as taxas de juro subiram.

Para a encontrar, siga estes passos!

COMPARE O CUSTO TOTAL DE DIFERENTES PROPOSTAS

Comprarar propostas, sim, já sabe que o deve fazer, mas será que o sabe fazer corretamente?