PIP ou pedido de informação prévia, o que é?

14 Março 2022

É no Regime Jurídico da Urbanização e da Edificação (RJUE) que encontramos o enquadramento deste documento e que ficamos esclarecidos quanto à sua utilidade. O RJUE faz parte das normas e regulamentos da legislação portuguesa relativa ao setor da edificação, urbanização e reabilitação, e é imprescindível ao trabalho das equipas de arquitetura e engenharias, como a da SI Projetos.

Vejamos, então, o que é o Pedido de Informação Prévia ou PIP, e para que serve.

O Pedido de Informação Prévia ou PIP

O Pedido de Informação Prévia (PIP)  é um pedido dirigido às devidas entidades competentes a solicitar informações sobre um determinado terreno a respeito de:

  • viabilidade de realizar determinada operação urbanística ou conjunto de operações urbanísticas diretamente relacionadas;
  • condicionamentos legais ou regulamentares, nomeadamente relativos a infraestruturas, servidões administrativas e restrições de utilidade pública, índices urbanísticos, cérceas, afastamentos e demais condicionantes aplicáveis à pretensão (de construção, etc.);
  • licenças necessárias e encargos associados;
  • existência de anteriores pretensões de construir ou de outra operação urbanística.

Que informações contém o PIP?

Consoante o objetivo do PIP, o tipo de informação pode ser mais ou menos completa, isto é, conter um conjunto menor ou maior de elementos. Geralmente, e quando a finalidade é a construção, os elementos fornecidos no PIP são os seguintes:

  • identificação do terreno e dos proprietários ou dos titulares de direitos reais sobre o mesmo;

  • os atributos do terreno: volumetria, alinhamento, cércea e implantação da edificação e dos muros de vedação, etc.;

  • o projeto de arquitetura e memória descritiva;

  • o programa de utilização das edificações, incluindo a área total de construção a afetar aos diversos usos e o número de fogos e outras unidades de utilização, com identificação das áreas acessórias, técnicas e de serviço;

  • as infraestruturas locais e ligação às infraestruturas gerais;

  • estimativa de encargos urbanísticos devidos;

  • áreas de cedência destinadas à implantação de espaços verdes, equipamentos de utilização coletiva e infraestruturas viárias.

Fonte: RJUE

Para que serve o PIP?

O pedido de informação prévia é da maior utilidade, senão imprescindível em duas situações:

  1. para se tomar a decisão de se construir, ampliar ou alterar uma edificação (moradia, prédio, etc.), mediante a informação do que pode construir em determinado terreno, das licenças necessárias e dos encargos associados, se há alguma questão legal relacionada com o título de propriedade do imóvel (hipotecas, divisão de heranças, etc.) e se há pretensão de construir por parte de outra pessoa, ou entidade;
  2. para se dar início ao pedido de licenciamento.

Que efeitos ou consequências produz o Pedido de Informação Prévia?

O PIP é dirigido à câmara municipal da zona onde está o terreno, que responderá com a informação solicitada e com um parecer sobre a viabilidade de construção. Para elaborar este parecer, a câmara consulta diversas entidades com competências e âmbitos distintos, e no final indica se é favorável ou desfavorável a construção, ampliação ou alteração naquele terreno.

Se o parecer for desfavorável, explica-se os motivos e indica-se que condições devem existir para se tornar esse terreno apto para construir, ou para adequar o projeto ao terreno.

Pode dar-se o caso de o parecer ser desfavorável pelo facto de existir condicionantes de gestão e ordenamento do território que impedem a construção naquele terreno, ou condicionantes legais, como hipotecas, legitimidade dos titulares da propriedade, etc..

Para as equipas de arquitetura e engenharias, tanto o parecer favorável como o desfavorável são uma forma de conciliar as expetativas do projeto com as condicionantes do terreno e de preparar o projeto para o pedido de licenciamento.

Para quem quer comprar terreno para construir casa nova (ou outra edificação) e vai recorrer ao financiamento a crédito para comprar o terreno, o pedido de informação prévia é um dos documentos que pode apresentar às instituições de crédito para fundamentar o seu pedido no caso de ainda não ter o projeto de arquitetura feito.

O PIP é um dos documentos que arquitetos e engenheiros estão mais do que habituados a preparar, por isso não hesite em contactar-nos e escolher a equipa responsável pelo projeto da sua casa nova. Fale connosco, coloque-nos as suas dúvidas e partilhe as suas ideias.

 

Imagens © direitos reservados

Publicações Recentes

Soluções Ideais celebra 20 anos em glamour e estilo
Soluções Ideais celebra 20 anos em glamour e estilo
30 Novembro 2022

Para comemorar o seu 20º aniversário e assinalar este importante marco da sua história, o Grupo Soluções Ideais recebeu colaboradores, franchisados e parceiros numa glamourosa e inesquecível gala ao estilo das melhores festas do Great Gatsby.

Planeado no segredo dos deuses, o evento decorreu no passado dia 26 de novembro de 2022, na Quinta das Janelas, em Coimbra, onde o universo dos loucos anos 1920 foi recriado ao pormenor para proporcionar momentos inesquecíveis de convívio à família Soluções Ideais.

Soluções Ideais: 20 anos de inovação no setor imobiliário
Soluções Ideais: 20 anos de inovação no setor imobiliário
14 Novembro 2022

A celebrar o 20º aniversário, o Grupo Soluções destaca-se no mercado imobiliário pela aposta que tem feito, desde o primeiro momento, na inovação e na qualidade do serviço ao cliente. Um percurso de 20 anos que começou em Coimbra e que hoje alcança todos os cantos do país, e nas áreas-chave do setor imobiliário.

Soluções Ideais, uma história de sucesso e expansão

Na história do grupo há duas datas com grande significado e que são marcos decisivos neste percurso de 20 anos:

O que deve saber antes de pedir crédito habitação
O que deve saber antes de pedir crédito habitação
10 Novembro 2022

Construir casa própria ou comprar imóvel para habitação é uma das mais impactantes decisões no que diz respeito à gestão da economia familiar – implica mexer nas poupanças e, para a maioria de nós, ficar a pagar um empréstimo a longo prazo. Por isso, vale a pena saber que contas deve fazer antes de pedir um crédito habitação.

Crédito habitação para não residentes
Crédito habitação para não residentes
28 Outubro 2022

Portugueses a viver no exterior e estrangeiros residentes em Portugal podem recorrer ao crédito habitação para comprar casa no nosso país, embora em condições ligeiramente diferentes. Se este é o caso, saiba que é necessário para pedir o empréstimo.

O crédito habitação para emigrantes

Hoje em dia, os portugueses emigrantes não precisam de vir a Portugal para solicitar um empréstimo para comprar casa – basta deslocarem-se a uma das agências do seu banco existentes no país onde vivem, ou até utilizarem os serviços de atendimento à distância.

Arquitetura inovadora: o Climate Pledge Arena
Arquitetura inovadora: o Climate Pledge Arena
25 Outubro 2022

A arquitetura é uma arte fundamental para o setor imobiliário. É feita por seres criativos - os arquitetos - que pensam os espaços de forma diferente, por vezes estranha e incompreensível. São eles quem projeta o nosso produto imobiliário e, quando têm oportunidade, conseguem conceber espaços diferentes, estimulantes e inovadores que despertam a curiosidade e causam espanto, levando-nos a querer conhecê-los melhor – como o Climate Pledge Arena de Seattle, nos EUA, projetado pela Populous.