4 dicas para reduzir os custos de construção

4 Fevereiro 2022

Construir a sua casa nova é mais do que um projeto de arquitetura, é o sonho da família e, sobretudo, são as suas poupanças. Para muitos, este é o investimento de uma vida, por isso, tem de ser gerido da forma mais eficiente. Para ajudá-lo, ficam 4 dicas que deve mesmo seguir para reduzir os custos da construção e rentabilizar o seu dinheiro.

1- Contratar equipas certificadas

Desengane-se quem pensa que contratar técnicos especializados e certificados encarece a construção de uma casa. É exatamente o oposto, a poupança nas despesas começa na decisão de entregar o projeto a equipas devidamente certificadas e com licenças atualizadas, como a da SI Projetos, porque a sua expertise e experiência permite-lhes prever pontos de pressão e eventuais problemas, e encontrar as soluções mais seguras. A redução de custos começa na prevenção e na qualidade.

2- Ajustar a casa dos seus sonhos à viabilidade construtiva

Deve assegurar-se de que ajusta aquilo que pretende para a sua futura casa às condicionantes do local e do terreno, evitando comprometer o plafond com futuras alterações à construção. É essencial conhecer os atributos físicos do terreno, licenças e/ou alvarás, e os parâmetros de gestão e ordenamento do território nacional para que saiba exatamente aquilo que pode ser construído, de que forma e com que materiais.

Este tipo de informações é obtido junto da Câmara Municipal da zona, entidade à qual se deve também solicitar a certidão de viabilidade construtiva.

Assim, na posse desta informação a equipa responsável pelo projeto está apta a propor-lhe as soluções mais adequadas e economicamente viáveis, e a estimar prazos.

3- Fazer o mapa de trabalhos e quantidades

Outra dica para controlar custos e definir o limiar de despesas é fazer um mapa de trabalhos e quantidades bem detalhado. Neste documento regista-se tudo o que é necessário a cada fase da construção e respetivos custos ou orçamentos:

  • trabalhos a executar;
  • licenças e documentação necessária;
  • materiais e respetivas quantidades;
  • máquinas e outros recursos;
  • luz, água e outros tipos de energia indispensável à obra;
  • recursos humanos, incluindo técnicos especializados e peritos certificados.

Compete à equipa responsável pelo projeto fazer este mapa, mas antes de o aprovar deve verificá-lo em conjunto com os técnicos comparando materiais, preços, qualidade e durabilidade. Faça escolhas inteligentes desde o início e rentabilize o investimento.

4- Investir na sustentabilidade

Finalmente, outra forma de reduzir os custos na construção da sua futura casa é assegurar-se de que assentará nos pilares da sustentabilidade:

  • otimizar todos os recursos alocados ao projeto e sua execução; 
  • reduzir ou eliminar os desperdícios;
  • reduzir os resíduos produzidos;
  • gestão de resíduos;
  • gestão eficiente dos consumos de água e de outros recursos naturais;
  • reutilização de materiais;
  • preferir matérias-primas locais e recursos da economia local;
  • optar por materiais reciclados sempre que possível;
  • outros

Tenha em atenção que todos os recursos consumidos serão contabilizados na fatura final, portanto, a construção sustentável da sua futura casa é mais do que conveniente para si e para o planeta.

A melhor forma de garantir que a sua casa nova passa do sonho para a realidade é concretizá-la lado a lado connosco. Desde a planta à entrega da chave, passando pelo projeto e pela obra, a equipa SI Projetos vai tratar de tudo: temos peritos experientes e certificados (arquitetura, engenharias, orçamentação, fiscalização, etc.).

Contacte já o nosso Gabinete técnico e aproveite para ir experimentando as suas ideias no nosso simulador online.

 

Imagens © direitos reservados

Publicações Recentes

Já se candidatou ao Vale Eficiência?
Já se candidatou ao Vale Eficiência?
28 Novembro 2023

Já conhece o apoio Vale Eficiência? Sabe do que se trata e quem tem direito?

Este apoio é financiado pelo Plano de Recuperação e Resiliência (PRR), com uma dotação de 104 milhões de euros, e tem como intuito entregar 100 000 vales a famílias economicamente vulneráveis e que habitem em edifícios em situação de pobreza energética.

Este vales podem ser utilizados para investir na melhoria do conforto térmico das habitações através da realização de intervenções na envolvente ou da substituição ou aquisição de equipamentos e soluções energeticamente eficientes.

Eficiência energética em imóveis: Como tornar a sua casa mais eficiente
Eficiência energética em imóveis: Como tornar a sua casa mais eficiente
8 Novembro 2023

Num mundo cada vez mais preocupado com a sustentabilidade e a conservação de recursos, a eficiência energética em imóveis tornou-se uma questão central. A nossa casa é onde passamos a maior parte do tempo, e é também onde consumimos a maior parte da energia. Portanto, tornar a nossa casa mais eficiente em termos de energia não só beneficia o ambiente, mas também a nossa carteira.