7 tradições para ter sorte no próximo ano

30 Dezembro 2022

Perde-se na memória a origem das práticas feitas nos últimos minutos da transição do  dia 31 de dezembro  para o dia 1 de janeiro, o primeiro do ano. São práticas que foram passando de geração em geração, ao longo dos séculos, e que se tornaram uma tradição tão enraizada na cultura popular que poucos são os que se atrevem a quebrá-la. Ou será que preferem não arriscar a sorte?

Acreditando-se ou não, o melhor é mesmo cumprir à risca as tradições da passagem do ano para garantir que atrai a si prosperidade e abundância em 2023 – escolha uma das tradições populares portuguesas e prepare-se para a festa:

1- Comer 12 passas de uva e pedir 12 desejos

É uma das tradições de passagem de ano mais populares em Portugal que, e espantem-se os mais arreigados ao folclore nacional, não tem origem no nosso território, mas sim na vizinha Espanha. Ao que parece, terá sido no século XIX que os espanhóis resolveram juntar-se em multidão na Puerta del Sol de Madrid a comer uvas demasiado maduras e de mau aspeto como forma de crítica à alta sociedade e ao hábito importado de França de se comer uvas frescas durante o Natal, e como protesto ao rei por ter proibido a celebração do Dia de Reis Magos, obrigando o povo a celebrar o natal na noite de 24 para 25 de dezembro.

2- Brindar ao ano novo com espumante

Esta é outra das tradições da passagem do ano que é mais popular e não há quem a dispense, de tão agradável que é – abrir a garrafa de espumante ou champagne quando soa a meia-noite e brindar ao ano novo de copo cheio na mão, atraindo vitalidade e saúde. E para atrair um extra de boas energias, guarde a rolha durante o ano, substituindo-a na próxima passagem do ano.

3- Fazer barulho com panelas e partir loiça velha

O costume de bater as tampas das panelas para fazer barulho e partir loiça velha caiu em desuso no nosso país, mas em outros países como na Dinamarca e na Itália a tradição persiste. A ideia é a de afugentar os maus espíritos evitando que entrem no ano novo.

4- Saltar de uma cadeira com o pé direito

Simboliza a entrada no ano novo e com boa sorte.

5- Ter dinheiro na mão ou no bolso

Diz o ditado popular que dinheiro atrai dinheiro e manda a tradição que se tenha dinheiro na mão ou no bolso durante a passagem do ano para garantir prosperidade e abundância. Nunca fiando, mais vale aplicar a lei universal da atração e guardar algumas notas e moedas no bolso ou, se a indumentária festiva não tiver bolsos, no sapato ou na mão.

6- Usar roupa interior azul

O azul era uma cor associada à nobreza e, em particular, a reis e regentes, simbolizando a conexão com a espiritualidade. Na realidade, os ingredientes para se criar o pigmento azul eram extremamente caros, pelo que o uso da cor estava reservado a quem tivesse os recursos económicos para os comprar. Assim, é possível esteja aqui a origem da tradição de se usar roupa azul durante a passagem do ano para atrair sorte e prosperidade.

7- Estrear roupa nova

E em linha com a tradição anterior está o costume de se vestir roupa nova que ainda não se estreou. Pode aproveitar a roupa interior azul e cumpre duas tradições numa única peça de roupa, ou optar por vestir mais peças – senão, a indumentária completa, afinal, se é para atrair sorte e dinheiro que se faça em grande estilo! Não pode é vestir nada que esteja descosido, com rasgões ou rasgado, apertado ou sem botões.  E há mais: faça a cama com lençóis novos para garantir boa sorte e amor.

Agora que já sabe o que tem de fazer para atrair boas energias, é reunir os familiares, amigos e colegas, e festejar. No Grupo Soluções Ideais também nos estamos a preparar para receber o novo ano e desejamos a todos que 2023 seja pleno de projetos e concretizações, de vontade de empreender e de crescer, de confiança e esperança.  Bom Ano Novo!

Publicações Recentes

Dicas para poupar dinheiro na mudança da casa
Dicas para poupar dinheiro na mudança da casa
26 Janeiro 2023

Mudar de casa é um misto de entusiasmo e de dor de cabeça: por um lado, deseja-se o momento de estar na casa nova, a desfrutar do aconchego do lar; por outro, instala-se a ansiedade de ter tanta coisa para tratar e de ter despesas extras.

No que toca às despesas, temos 3 dicas eficazes que vão contribuir para reduzir os custos, ajudar no orçamento familiar e até aliviar parte da ansiedade que é normal sentir-se.

Terrenos são tendência de investimento
Terrenos são tendência de investimento
24 Janeiro 2023

Se a pandemia de Covid-19 e os consequentes confinamentos vieram despoletar a procura por terrenos rústicos e urbanos, o regresso à normalidade não abrandou a tendência e são cada vez mais as pessoas que optam por investir neste tipo de imóveis. É o reflexo de uma viragem no paradigma de vida e nos hábitos de consumo. Saiba porquê.

Casas passivas: consumir menos, viver melhor
Casas passivas: consumir menos, viver melhor
19 Janeiro 2023

A casa passiva é um conceito que nasceu na Alemanha, na década de 1980, mas que hoje em dia está difundido a nível global e graças às vantagens que aporta às famílias, à sociedade e ao planeta. De facto, a Passivhaus, palavra alemão que designa a casa passiva, oferece níveis elevados de conforto térmico, de qualidade do ar e ambiente interior, e de poupança energética. E apesar de se chamarem «casas», o termo designa as várias edificações ecológicas construídas de acordo com este conceito.

Afinal, o que são as casas passivas e que vantagens são estas? É o que vamos ver.

Crédito habitação: porquê recorrer a intermediários de crédito como a SI Crédito
Crédito habitação: porquê recorrer a intermediários de crédito como a SI Crédito
12 Janeiro 2023

É cada mais recorrente procurar o aconselhamento de especialistas na área financeira para fazer uma gestão consciente e sustentável das finanças da família, nomeadamente das suas poupanças: conhecer soluções de investimento (onde, no quê e quando investir) e soluções de financiamento, como o crédito pessoal, o crédito para construir casa própria, o crédito para obras e, claro, o crédito habitação. E porquê?

Simulador: com a subida da Euribor, faça contas e descubra a solução ideal do seu crédito
Simulador: com a subida da Euribor, faça contas e descubra a solução ideal do seu crédito
6 Janeiro 2023

Consequência direta da subida das taxas Euribor é o aumento das prestações dos empréstimos contraídos ou a contratar para aquisição de habitação. Para as famílias isto significa um aumento da taxa de esforço que vem desequilibrar o orçamento familiar e que, dado o atual contexto económico, coloca em stress financeiro os agregados familiares que já pagam o empréstimo da casa como aqueles que pretendem comprar casa com recurso ao crédito habitação.

Então, o que fazer para fazer face às despesas e continuar a pagar a prestação da casa sem colocar em risco as finanças da família?